poli3
O assaltante que foi baleado após agredir uma mulher, na manhã desta sexta-feira (25), no Politeama, morreu horas depois no Hospital Geral do Estado (HGE). Joilson Ferreira dos Santos Souza, 26 anos, abordou a vítima em frente ao edifício Aladim no momento em que ela chegava para trabalhar.
Imagens do circuito de segurança de um estabelecimento mostram o assaltante puxando a bolsa da Francineide dos Santos Nascimento, 37, com força e a agride até derrubá-la no chão. De acordo com testemunhas, ele usou um capacete para atingir a vítima no rosto.
Durante a ação, um homem que parece ser policial militar se aproxima e atira contra o suspeito. Joilson tenta fugir de motocicleta, mas é atingido nas costas e cai no chão.
O caso ocorreu na rua Politeama de Cima, nas proximidades da Faculdade Maurício de Nassau, por volta de 7h30. Segundo testemunhas, os tiros teriam sido disparados por um policial militar que passava pelo local, mas a Polícia Militar nega.
Joilson foi preso e levado em uma viatura da 1ª Delegacia Territorial (DT/Barris) para o HGE. A doméstica ficou bastante ferida no rosto e reclamou de dores na coluna. Ela também foi encaminhada por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o HGE.
De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Francineide ficou em estado de choque. Ela passou por exames no HGE, está lúcida e não corre risco de morrer.
Em nota, a assessoria de comunicação da PM informa que, “com base nas imagens veiculadas, não há como afirmar que se trata de um policial militar, contudo as investigações do fato estão sendo conduzidas pela Polícia Civil e acompanhadas pelo Serviço de Inteligência da PM, que permitirão com o transcorrer das declarações de testemunhas e obtenção de provas chegar a definições de autoria e materialidade”.
A PM diz ainda que o policiamento no local é realizado pelo 18º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Centro Histórico) por meio de rondas com viaturas de duas e quatro rodas, além de guarnições da Rondesp e do Esquadrão de Motociclista Águia.
Fonte: Correio 24 Horas