Parece mentira, mas aconteceu em Ribeira do Pombal. Por volta das 20:30hs desta quarta-feira, 23, a Polícia Militar de Ribeira do Pombal foi acionada através do 190, sendo informados que provavelmente estaria acontecendo um seqüestro no Povoado Barrocão, e que um grupo de bandidos estariam dentro de uma residência localizada na Rua Emanoel Aleixo de Goes, fazendo duas mulheres como reféns, sendo elas conhecidas pelos prenomes Mariana e Rita.
 De acordo com os policiais, assim que receberam a denúncia procuraram meios para poder deslocar até o local, já que havia uma dificuldade, pois naquele momento o número de policiais era reduzido, necessitando assim de uma possível junção entre as polícias.

Por volta das 21:00hs, deslocaram da sede do município dois policiais militares, um agente da polícia civil e um agente da polícia rodoviária federal, afim de evitar o crime.
Quando a equipe chegou até o local, os bandidos já haviam fugido, levando 03 aparelhos celulares e 01 chave de um veículo VW Gol, que estava estacionado dentro da garagem da residência, deixando apenas as vítimas apavoradas.

Bandido Herói, ou herói bandido?
Como o criminoso já havia fugido, foi dado início as investigações, colhendo os depoimentos das vítimas, que informaram que na verdade teria sido apenas um assaltante, reconhecendo alguns detalhes do mesmo, que embora estivesse encapuzado, deixou partes do corpo à mostra.

Outro detalhe curioso foi o fato de um desconhecido ter se manifestado a favor de libertar as vítimas, tomando a iniciativa de arrombar a porta que daria acesso à parte interna da casa, bem como a porta do quarto onde as vítimas estariam presas. Nesse caso, o fato curioso se deve a forma em que o possível “herói”, adivinhou a porta do quarto a ser arrombada, de três portas que havia na casa.

Sabendo desses detalhes, os policiais se dirigiram a residência onde o mesmo estaria hospedado, colhendo informações, e logo em seguida, o convidando para prestar esclarecimentos.

O “herói” se deslocou até a Delegacia de Polícia Civil de Ribeira do Pombal, acreditando que iria narrar a sua história, porém em alguns momentos causou espanto em quem estava com ele ao afirmar que: “os homens do povoado barrocão, estariam todos enterrados”, dando entender que naquele local, não haveria homem de coragem. Enfim, continuou o seu relato, afim de receber elogios por parte das autoridades policiais, porém chegando na DEPOL, percebeu que na realidade, ele era o principal suspeito, sendo interrogado, e tendo a sua vida pregressa averiguada, descobrindo-se então que a pouco tempo atrás o mesmo teria sido preso por prática de furto na cidade de Simões Filho, BA, além de ter sido liberado há pouco tempo, passando a morar na região a aproximadamente quinze dias.

Quando viu que não tinha mais saída, resolveu falar a verdade, mostrando que ao contrário do que se pensava, ele era na verdade o “bandido”, nessa história que pensávamos que só era possível acontecer em filme.

Vagner Pereira de Souza, 19 anos, morador da Rua do Campo, no Povoado Barrocão, natural do Povoado Lagoa do Mato, no município de Quijingue,Ba, informou que teria cometido o crime colocando a mão por baixo da camisa, insinuando está armado, versão essa confirmada pelas vítimas, que afirmaram não ter visto arma alguma. O criminoso informou também, onde teria deixado os objetos roubados.
Desta forma os policiais retornaram até o local indicado, onde encontraram a bolsa na qual estariam tais objetos, porém nada foi encontrado. De acordo com informações ficou sabido que um menor de iniciais N. N. da C. 15 anos, morador da mesma rua das vítimas teria mexido na referida sacola, sendo encontrados com o jovem os produtos do roubo.

Tanto Vágner, quanto o menor foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil, onde o maior foi apresentado em flagrante por cometimento de crimes de roubo e cárcere privado, e quanto ao menor, foi apreendido por ter sido cúmplice ao esconder os produtos roubados.

Quanto ao futuro dos mesmos, cabe a decisão judicial.

Fonte: Pombal Alerta