O desejo de leiloar a virgindade teve um fim inesperado para Rebeca Bernardo Ribeiro. A garota de Sapeaçu, interior da Bahia, que atualmente vive em São Paulo, onde trabalha como modelo e dançarina de poli dance (dança do poste), contou através do Facebook, que foi violentada por um homem, após uma balada na noite paulista.

“Ao sair com cara que peguei carona na balada, ele me violentou, me fez transar com ele a força, machucou meu braço, botou dedo na minha boca e me xingou” relatou a garota, exibindo fotos do braço machucado.
Há um mês, Rebeca retomou o leilão da sua virgindade, revelando o mesmo propósito: conseguir dinheiro para ajudar no tratamento da mãe, que é aposentada pelo INSS por invalidez e sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral), que lhe deixou graves sequelas.

A virgem de Sapeaçu, que ficou famosa até internacionalmente, afirma ter recebido o lance de 70 mil, no segundo leilão.

Familiares a acusaram de estar se prostituindo após verem um vídeo da garota fazendo stripper em uma boate de São Paulo. Informação essa negada pela jovem, que alegou tratar-se apenas de um show de poli dance.
Com informações da Folha do Estado da Bahia*