Um ladrão mudou os planos ao assaltar a casa de um homem em Jaén, no sul da Espanha. Ele se deparou com vídeos com imagens de crianças de dez anos sendo abusadas pela vítima do assalto. No telefonema feito a polícia, o ladrão disse que teve a desgraça de caírem às fitas em suas mãos e se via na obrigação de apresentar o material, deixando que a polícia fizesse o trabalho e possa colocar o pedófilo na prisão por toda vida.

O pedófilo foi preso após a denúncia do ladrão, que apontou os vídeos à polícia que mostravam agressões sexuais a crianças de cerca de dez anos. Conforme publicação EFE/Exame.

O ladrão chamou a polícia de um telefone público, sem se identificar, para informar que tinha deixado as provas do crime debaixo de um carro junto com uma anotação com o endereço do pedófilo, treinador de futebol de salão, o que facilitaria seu contato com menores.

Por enquanto foram identificadas quatro vítimas de abusos e agressões, entre elas um adolescente de 16 anos que seria assediado desde os dez, revelou a polícia em comunicado.

Após assistir as gravações, os investigadores conseguiram identificar o autor. Ele foi preso depois de a polícia revistar sua casa e o clube onde trabalhava. O pedófilo ganhava a confiança das crianças nas instalações esportivas em que trabalhava e as convencia de verem juntos filmes pornográficos.

Segundo informações divulgadas pela polícia baseadas no conteúdo dos vídeos, o técnico os incitava a se masturbarem e depois abusava sexualmente deles.

Ele tinha denunciado nove dias antes ter sofrido um roubo em sua casa, e disse que os ladrões teriam entrado pela janela. Nesta denúncia informava que foram levados vários pequenos eletrodomésticos, mas não citou a câmera ou as fitas de vídeo que foram entregues pelo ladrão.
Foto: Divulgação