O traficante Robson Lopes dos Santos, o “Cavalo Seco”, de 20 anos, autor confesso de cinco homicídios na cidade de Alagoinhas, teve o mandado de prisão preventiva cumprido por investigadores da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com o apoio do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM). Capturado há uma semana, ele atuava nos bairros Dezesseis, Irmã Dulce, Santo Antonio e 21 de Setembro, sendo suspeito de envolvimento em mais quatro assassinatos naquelas comunidades.

As investigações conduzidas pelo coordenador regional, delegado Jobson Lucas Marques, e pelo titular da Delegacia Territorial de Alagoinhas (DT), delegado Flávio Augusto de Andrade Góis, indicam que as vítimas de “Cavalo Seco” eram usuárias de drogas, com dívidas pendentes, ou rivais do tráfico. Três comparsas apontados como coautores desses homicídios também tiveram as prisões decretadas pela Justiça e são procurados.

Robson admitiu a autoria do duplo homicídio de Janaina Verbena Reis Carvalho e do filho dela Tiago Carvalho Teixeira, em 12 de outubro do ano passado. Janaina repassava drogas para o criminoso, que ao saber que a mulher estaria se relacionando com outro traficante, decidiu eliminá-la. Tiago tentou defender a mãe, abraçando-se a ela, e também foi alvejado. “O filho não era pra morrer, mas abraçou a mãe e não quis largar, então atirei nos dois”, afirmou, ao ser interrogado na DT/Alagoinhas.

Em sete de julho daquele ano, Robson matou a tiros Marcela dos Santos, por desconfiar que ela também o traia com outro traficante. Darlan Pereira Osmundo e Cleiton Nilton Chagas dos Santos foram dois rivais de “Cavalo Seco” assassinados, respectivamente, em 29 de junho do ano passado e em 26 de fevereiro de 2011.