O Ministério Público da Bahia (MP-BA) entrou com um processo contra a prefeitura de Paulo Afonso, no norte baiano, após 45 gatos serem encontrados mortos nas ruas da cidade. De acordo com a promotora de Justiça Regional Ambiental, Luciana Khoury, a gestão municipal não possui um plano de proteção dos animais.

O pedido ao Tribunal de Justiça da Bahia é para que a prefeitura seja obrigada a recolher os bichos, em até 5 dias, e levar para um abrigo público, com estrutura para todo o tratamento necessário. Os gatos mortos foram encontrados próximo do prédio da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) e da sede MP.

O assassinato dos felinos está sendo investigado pela polícia. A morte de animais em Paulo Afonso já era alvo de ação da promotoria desde 2013 e, segundo Luciana Khoury, a prefeitura não acatou as sete ações sugeridas em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).