Assassino confesso do usuário de drogas Lucas Salustiano dos Santos e da mãe dele, Rosângela dos Santos, morta a coronhadas quando tentava defender o filho, Jonathan Wesley Santos da Silva, o "Bole", de 18 anos, foi preso, nesta terça-feira (14), por investigadores da 17ª Delegacia Territorial (DT) de Madre de Deus, na Região Metropolitana.

Lucas foi morto com três tiros, dois deles nas costas, quando caminhava pela Avenida Milton Bahia Ribeiro, em companhia da mãe e da companheira, uma adolescente de 15 anos. “Bole” baleou a vítima nas costas e desferiu mais um tiro no peito quando ela já estava caída. Rosângela tentou impedir o homicídio e foi ferida com diversas coronhadas na cabeça, morrendo no hospital, horas depois.

Interrogado pelo delgado Antônio Fernando do Carmo, titular da DT/Madre de Deus, “Bole” disse ter matado Lucas por vingança, já que teria apanhado dele dias antes. “As investigações apontaram que a motivação do crime na verdade está relacionada a uma dívida de drogas”, salientou o delegado.

Jonathan foi reconhecido como autor das mortes pela companheira de Lucas e já teve a sua prisão preventiva solicitada à Justiça, pelo delegado Antônio Fernando. Ele ficará custodiado na carceragem da 17ª DT/Madre de Deus, aguardando transferência para o sistema prisional.
Foto: Divulgação / Ascom Polícia Civil