Cerca de dez homens fortemente armados explodiram dois caixas eletrônicos, um do posto avançado do Bradesco e o outro do Banco do Brasil, na madrugada deste domingo (2), no município de Pé de Serra.

De acordo com informações do Destacamento de Polícia Militar de Pé de Serra (DPM), os suspeitos trancaram a unidade da PM, trocaram tiros com a polícia, mantiveram duas pessoas como reféns e furaram pneus de uma das viaturas.

A ação ocorreu por volta de 4h. Segundo o órgão, após a explosão dos caixas eletrônicos, um dos militares foi observar na parte de cima da companhia, o que estava ocorrendo, e os suspeitos atiraram com fuzil calibre 762 e uma escopeta de calibre 12. Ainda segundo o órgão, houve a troca de tiros, mas a PM recuou devido a quantidade de homens.
A polícia ainda informou que eles cercaram o prédio e trancaram a grade com cadeado para coibir a ação da PM. De acordo com a polícia, um casal, donos de uma pizzaria localizada no distrito, passaram de carro e foram abordados pelo grupo, que os manteve reféns durante 40 minutos, com ameaças para que a polícia não intervisse na ação dos mesmos.

Os suspeitos fugiram, logo em seguida, e a PM acionou reforços da 5ª Companhia pertencente ao 16ª Batalhão de Riachão de Jacuípe, mas os homens não foram localizados.

Uma quantia, ainda não identificada, foi levada. Ninguém ficou ferido. Até o final desta reportagem, nenhum dos suspeitos havia sido preso.


Foto: Hora da Verdade