Um grupo de jovens decidiu visitar um manifestante tido como “Black Bloc” em uma delegacia na segunda (10), enquanto uma equipe de reportagem do “Cidade Alerta”, da Record, estava fazendo a cobertura do fato. 

Irritadas, duas garotas questionaram o fato dos cinegrafistas estarem filmando a fachada da unidade, onde elas estavam. Com os ânimos alterados, um rapaz, que até então não aparece no vídeo, grita que o cinegrafista seria “o próximo”, fazendo referência a morte de Santiago Andrade, atingido por um rojão em uma manifestação no Rio de Janeiro no dia 6. Irritado, o profissional atirou a câmera nas costas do garoto. 

Veja o vídeo: