"No dig no dig no dig no now / Agora grite, pode gritar / eu sou pagodarte a banda que ninguém segura e tô chegando pra valer". Quem não lembra deste sucesso ou mesmo de "Tapa na Cara", "Fiel a  Putaria" e "Domingo de manhã", hits que marcaram a era de glória do pagode baiano e que revelou grandes artistas.

De lá para cá, as principais bandas se mantiveram no cenário musical e, artistas que se destacaram permaneceram no grupo de origem ou seguiram em outros desafios. Infelizmente, a má admnistração do empresário Eliomar 
Pereira, irmão do ex-jogador Edilson 'Capetinha' levou um dos ícones da música nacional, a banda Pagaodart, à decadência. O nome, que já arrastou multidões nos principais eventos de Salvador, chegou a ser disputa de um leilão por conta de causas trabalhistas.
Empresário da In Produções, Neto da Piatã

Mas, sabendo da força e dos fãs que a Pagodart tem até hoje, o empresário Cristóvão Ferreira Neto, o 'Neto da Piatã', apostou e, através da sua produtora In Produções, arrematou a marca Pagodart. Agora, sem problemas judiciais e ainda mais forte, Neto fechou o projeto com a peça principal. O cantor Flavinho - a voz que sempre representou a banda - está de volta. "O projeto foi pensado em parceira com Flavinho e Ângelo Dalton, empresário do artista. Vamos fazer um grande lançamento e o público está convidado", revelou, deixando no ar a expectativa.

"Pode ser que tudo aconteça em uma grande festa. Mais perto iremos divulgar e vamos sair do palco. Afinal, a carreta está volta", comemorou Neto, que afirmou já haver mais de 20 shows agendados. Quanto ao CD, DVD e o que o público pode esperar da Pagodart que está para estrear, o empresário adiantou: "Traremos os sucessos que todos cantavam e que marcou o pagode da Bahia e do país. Traremos as músicas dançantes, letras sem baixaria e tudo isso com Flavinho", frisou.

Flavinho, que atualmente está na banda Os Barões, já assinou contrato com a Pagodart e ainda esta semana deve anunciar mais novidades desta nova e conhecida caminhada de sucesso.