Na manhã desta quarta-feira (20), foi apresentado ao bel. Paulo Jason de Mello Falcão, a pessoa de Manoel de Jesus, acusado de ter furtado uma motocicleta que se encontrava apreendida no pátio da delegacia de polícia da cidade de Quijingue-BA.

Com várias passagens pela polícia, “Cabeção”, como é conhecido, tem um histórico nada recomendável, pelos vários delitos cometidos, desde a menor idade, inclusive contra membros da própria família, no distrito de Algodões, e com passagem pela Casa do Menor Infrator, furtos dos mais diversos, entre tantas acusações.

Por ter atentado contra a própria mãe, Cabeção foi preso e conduzido ao xadrez da carceragem da 1ª Delegacia Territorial de Polícia do Complexo Policial Civil de Euclides da Cunha, onde ficou até o dia 21 de junho de 2014, quando foi novamente posto em liberdade, menos de dois meses após ter deixado a prisão.

Na madrugada desta quarta-feira, Cabeção voltou a delinquir e foi novamente preso e reconduzido ao xadrez da 1ª DT. Segundo informações do agente Eduardo e do escrivão Diel, na madrugada de hoje, o acusado tentou tomar, com o uso da força física (na tora), uma motocicleta na cidade de Quijingue, porém não teve o intento concretizado, pois a vítima reagiu, conseguiu se desvencilhar e se livrou do assaltante.

Mas, parece que Cabeção estava mesmo afim de “ganhar” uma motocicleta e não desistiu da empreitada. Sabia o ladrão que no pátio da delegacia de polícia havia motocicletas e não perdeu tempo: subiu no imóvel, afastou telhas e desceu para o pátio, abriu a grade e se mandou levando uma motocicleta.

A noite não era mesmo do ladrão. Cabeção, em alta velocidade pela rodovia BA 381, não contava com existência de um quebra-molas e ao passar pelo redutor de velocidade perdeu o equilíbrio e o controle do veículo indo parar no chão, queda que lhe causou várias escoriações no rosto tórax, braços, pernas.

Mesmo assim, levantou-se e continuou a fuga, quando novamente fora surpreendido pela falta de combustível no veículo que o brigou a parar e depois de várias tentativas para fazê-lo funcionar, sem êxito, abandonou a motocicleta escondendo-a em uma moita.

Populares que passavam pelo local, desconfiaram daquela motocicleta e comunicaram o fato aos agentes na delegacia de polícia, que se deslocaram para o local e constataram a veracidade do fato. Uma diligência foi feita e não demorou muito para que Cabeção fosse apontado como o autor do furto da motocicleta, seguido de sua prisão.

Cabeção foi autuado em flagrante delito e enquadrado no artigo 155 § 4º inciso II do Código Penal Brasileiro, e novamente recolhido ao xadrez da carceragem da 1ª DT, onde ficará à disposição da Justiça.Com informações do Euclidesdacunha.com