ft11-09-2014_092748
O vereador Jorge Seixas ao se pronunciar na tribuna da Câmara de Vereadores na última quarta-feira (29) deixou os presentes e os ouvintes da Tucano FM perplexos ao denunciar a existência de uma Unidade Básica de Saúde, popularmente conhecida como PSF, no Povoado do Mandacaru, no nosso Município.

Segundo Seixas, as informações foram obtidas no site do Ministério da Saúde, onde consta que o PSF do Mandacaru foi cadastrado junto ao Ministério da Saúde em fevereiro deste ano, que no mesmo endereço eletrônico disponibiliza a equipe lotada no Mandacaru, e que nesse mesmo PSF já tinha sido lotado dois médicos.


Consultando o site do DATASUS (banco de dados do MS),http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Municipio.asp?VEstado=29&VCodMunicipio=293190&NomeEstado=BAHIA, constatamos a veracidade da informação do vereador, e oPSF do Mandacaru foi cadastrado com o código CNES 7414099, encontrandono endereço:

http://cnes.datasus.gov.br/Exibe_Ficha_Estabelecimento.asp?VCo_Unidade=2931907414099&VEstado=29&VCodMunicipio=293190.

MORADOR DESCONHECE

“Eles disseram que iam alugar, chegaram até a escolher a casa, que seria de uma Agente de Saúde, mas depois não apareceram mais”, afirmou um morador que não quis se identificar, ao ser indagado sobre a existência do PSF Mandacaru.


Um dos Profissionais que consta no quadro de pessoal do PSF Mandacaru no site do Ministério de Saúde,

(http://cnes.datasus.gov.br/Mod_Profissional.asp?VCo_Unidade=2931907414099) pedindo para não ser identificado por temer represálias, disse que nunca foi tratado com ela sobre esse assunto, de trabalhar no Mandacaru, e que isso era novidade.


MÉDICOS – No mesmo site consta que dois médicos já constaram no cadastro de profissionais lotados no Mandacaru, vejamos:

http://cnes.datasus.gov.br/Mod_prof_desligado.asp?VCod_Profissional=2931907414099


Em relação ao cadastro do referido PSF no Ministério da Saúde, segundo informações colhidas pelo repórter, precisa-se de um contrato de locação entre as partes (prefeitura e dono do imóvel), e uma moradora disse que o dono da casa até hoje espera para assinar o contrato, sendo assim, não sabemos como o cadastro do imóvel foi feito no Ministério da Saúde.


Até o fechamento da matéria tentamos e não conseguimos falar com a Presidência do Conselho Municipal de Saúde, que poderia nos fornecer mais detalhes sobre o assunto.


O Vereador Carlinhos do Mestre Velho (PSDB) cogitou a possibilidade de convocar a Secretaria de Saúde do Município e a Presidência do Conselho Municipal de Saúde, que teria a missão de fiscalizar a aplicação dos recursos do SUS, para prestar esclarecimentos na Câmara de Vereadores, devido a gravidade do assunto, não descartando a possibilidade de encaminhar ao Ministério Público para uma averiguação mais profunda sobre a denúncia apresentada pelo Vereador Seixas (PSD).Fonte: Gil Santos