Isnaldo Alexandre dos Santos, mais conhecido como “Tatu” de 38 anos, acusado de estuprar as duas filhas de 14 e 18 anos, foi estuprado e espancado por detentos da Delegacia Regional de Polícia de Delmiro Gouveia (1ª-DRP) na segunda-feira (22). As agressões provavelmente causaram fraturas nas pernas e supostamente parte do rosto tenha sido desfigurado.
De acordo com informações “Tatu”, estava em uma cela isolada com outros três presos acusados pelo mesmo crime, quando foi agredido e estuprado por pelos menos quatros detentos da cadeia publica durante a noite da segunda-feira (22). A reportagem do portal  apurou que outro homem suspeito de ter cometido o mesmo crime também chegou a ser vítima das agressões, mas não ficou com ferimentos graves como o “Tatu”.
“Tatu” foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros Militar (GBM) e levado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) onde recebeu os primeiros atendimentos e em seguida foi levado para o Hospital Regional Antenor Serpa onde está internado.
Em contato por telefone Rodrigo Rocha Cavalcanti delegado regional informou a nossa equipe que os acusados das agressões já foram identificados, inclusive, irão ser atuados pelo crime.
A reportagem do site  Radar 89 tentou conversar com familiares do “Tatu” na enquanto era atendido na (UPA), mas não obteve êxito. Fonte e fotos: Radar 89
Tatu recebendo os primeiros atendimentos na (UPA) foto: Ítallo Timóteo