José Claudio confessou o crime
A Polícia apresentou na última  segunda-feira (3) a prisão de José Claudio Marques de Siqueira, de 37 anos. O homem é acusado de matar e esconder o corpo da esposa em maio deste ano. O crime teve início durante uma discussão do casal em um motel na cidade de Garanhuns, Agreste do Estado. O suspeito confessou à delegada Débora Bandeira, da Delegacia da Mulher, que desferiu um soco, que levou a vítima a bater com a cabeça em uma bancada de mármore.

Ao perceber que Patrícia não tinha mais vida, José Claudio, que trabalha como caminhoneiro, levou o corpo na cabine do caminhão até as margens da BR 410, na Bahia. No entanto, ele disse à delegada que voltou ao local, mas não achou mais o corpo. Ele foi preso na cidade de Balsas, no Maranhão, onde foi encontrado durante um bloqueio montado pela polícia civil pernambucana em parceria com a maranhense.

Restos mortais  encontrados em Ribeira do Pombal

A equipe da Delegacia da Mulher de Garanhuns realizou diligências e localizou o corpo de Patrícia, com apoio da Delegacia de Ribeira do Pombal, e reuniu provas para indiciar José Claudio. “Temos algumas diligências no que tange à produção de provas materiais, para que a gente possa concluir e indiciá-lo por homicídio qualificado por motivo fútil e ocultação de cadáver”, afirmou a delegada.
Restos mortais removidos pela perícia
Restos mortais removidos pela perícia
Ainda segundo a delegada Debora Bandeira, o casal vivia em conflito, e o homem era violento com sua esposa, que chegou a processá-lo dentro da Lei Maria da Penha. O encontro no motel era uma espécie de reconciliação, pois o casal havia decidido voltar a morar juntos.

Fonte: Gazeta do Mell