Uma idosa, suspeita de mandar matar o próprio namorado de 22 anos, foi presa na cidade de Luiziânia, em Goiás. O crime, cometido com requintes de barbaridade, foi motivado pela recusa do jovem em se casar com Odete Alves Cerqueira Pereira, de 60 anos.

Ao ser presa, Odete confessou ter sido a mandante do crime e foi presa temporariamente. A vítima, Paulo Gerson Benício, estava sendo pressionado a se casar com a namorada, e chegou a ser ameaçado por ela. O jovem estava desaparecido há dois meses quando a família do jovem procurou a polícia.

Odete contratou um casal para matar o namorado pagando a quantia de R$ 300 e celular da própria vítima. Edinardo Ribeiro Júnior, 21 anos, e a namorada dele, 16 anos, confessaram o crime. Ele levou a polícia para o local do ataque no sábado (29).

Paulo Gerson foi sequestrado na casa dele, e enforcado pelo casal. Mesmo após morrer, Edinardo e a adolescente tornaram a sufocar a vítima com um lençol. O corpo do jovem foi levado dentro de um porta malas de um carro até uma área rural no município de Luiziânia.

"Eles ainda jogaram fogo no corpo da vítima. Quando a polícia chegou ao local, só encontrou as ossadas de Paulo", disse o delegado Eduardo Gomes, titular da Delegacia de Homicídios da cidade. Odete e Edinardo irão responder pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores.

Já a adolescente vai ficar internada em uma unidade especial para crianças e adolescentes infratores, onde irá cumprir medidas socioeducativas.

Fonte: Correio 24 Horas