Nesta quinta-feira (10/09), aconteceu mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Tucano com a participação de quatorze vereadores e um grande numero de populares.

A propositura de autoria dos vereadores da situação, Projeto de lei nº 013/2014, que solicita a votação das contas do ex-prefeito José Rubens de Santana Arruda ‘‘Rubinho’’, não foi votado em virtude dos vereadores oposicionistas terem se retirado da sessão por não concordarem com a votação, impossibilitando assim a votação, uma vez que apenas seis vereadores permaneceram no plenário, com a ausência dos mesmos ‘quebrou o quórum’ para votações e não houve o que fazer e o presidente teve que encerrar a sessão.

A sessão caminhava dentro da normalidade e quando o presidente da Câmara vereador Hélcio Reis de Santana se preparava para colocá-lo em votação, os vereadores da oposição (Carlinhos, Seixas, Gildásio, Ronaldo, Branca, Maísa, Rodrigo e Elaine), abandonaram o Plenário da Câmara numa atitude que surpreendeu as pessoas que estavam na galeria. Teve quem fez vaias e severas críticas ao comportamento desses vereadores alegando que eles deveriam respeitar o povo e permanecer no plenário para votar na prestação de contas do ex-prefeito José Rubens de Santana Arruda 'Rubinho', referentes a prestação de contas de 2012.

“Não entendo o porque de tanta preocupação e obstáculo na votação por parte dos vereadores da oposição, que inclusive se ausentaram nesta quinta-feira (10), para não votar nas contas do ex-gestor, deve ser medo de outra derrota que foi a da presidência da Câmara”. Disse Vereador Romilson Oliveira (Líder de Governo).

Compareceu a sessão todos os vereadores exceto o Vereador Adenilton (Adé).
(Vereador Romilson Oliveira) Líder de Governo

Vejam o momento em que os vereadores se retiram do plenário:


Texto, fotos e Vídeo: Ayrton Hungria/Caldasdojorro.net