Inspetor era filho do médico serrinhense Hamilton Safira

O inspetor da Policial Rodoviária Federal (PRF), Hamilton Safira Andrade Segundo, de 41 anos, filho do médico serrinhense Hamilton Safira Andrade, morreu e um policial militar de 33 anos foi baleado durante uma confusão e troca de tiros em um bar na cidade de Euclides da Cunha, a 143 quilômetros de Serrinha, na madrugada deste sábado (24). O inspetor chegou a ser socorrido em direção ao Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no caminho.

O PRF, lotado em Feira de Santana, foi atingido com um tiro na virilha. Já o policial militar Ubiratan dos Santos Borges, que atuava em Euclides da Cunha, foi ferido por quatro disparos no peito, tórax, perna e braço. O PM também foi levado ao Hospital Clériston Andrade, passou por cirurgia e continua internado em estado grave. Segundo informações apuradas pela Polícia Militar, os dois policiais estavam de folga em um bar na praça Duque de Caxias.

O titular da 25ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior, Miguel Vieira dos Santos, informou que, segundo informações de testemunhas ouvidas no local do crime, o inspetor estava acompanhado do promotor de Justiça Pedro Costa Safira Andrade, que teve o carro queimado após a confusão.
PM está internado em estado grave no HGCA

"O que estão dizendo é que o policial militar estava pegando o carro em frente ao local e tinha um bêbado próximo ao carro. Ele teria agredido o homem, que caiu. O promotor foi ao socorro da pessoa caída e o PRF começou a atirar", conta Miguel Vieira.

Segundo o delegado, o carro do promotor, que estaria acompanhando Hamilton no momento do crime, um Kia Sportage, de cor branca, foi incendiado na Rua Santa Cruz após a polícia ter isolado o local da troca de tiros. A polícia irá solicitar as imagens de câmeras de segurança das proximidades da região e fará uma perícia no veículo. Somente depois destas apurações, as circunstâncias da situação devem ser esclarecidas.

O corpo do PRF foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) em Feira de Santana. O sepultamento do policial está marcado para 17h deste sábado, no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador. Hamilton Andrade era natural da capital baiana e trabalhava há nove anos na PRF.

Em nota, o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais da Bahia (SINPRF BA) lamentou a morte do agente. A 10ª Superintendência Regional da Policia Rodoviária Federal, com o apoio da Policia Militar, vão trabalhar na apuração do caso.
Depois do crime, o carro do promotor Pedro Safira Costa Andrade, que estaria acompanhando o PRF, foi incendiado.