O tenente da Polícia Militar José Luiz Firmo Queiroz, de 65 anos, foi morto a tiros na noite deste domingo (15) por dois homens em uma moto no distrito de Duque de Caxias, na região de Teixeira de Freitas, no Sul do estado. Segundo informações da polícia local, o tenente era dono de uma boate e foi assassinado após uma discussão que teve com alguns clientes sobre a altura do som.

O crime aconteceu por volta das 23h. Segundo a Polícia Civil, dois homens que estavam no Bar do Marquinhos teriam iniciado uma discussão com o PM por conta do som alto. Os dois rapazes saíram do estabelecimento em uma moto e voltaram minutos depois armados. 

Eles desceram da moto e fizeram diversos disparos dentro do bar. O tenente Queiroz foi atingido por dois tiros na mão e no tórax. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas por uma viatura da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Um dois atiradores foi identificado apenas como Cleomar.

Dois rapazes que também estavam dentro do bar no momento do ataque ficaram feridos. Diego da Silva Alves foi atingido no braço esquerdo e Deonestor Dias dos Santos no braço direito e na região lombar.

Os dois foram socorridos e não correm risco de morrer. Equipes da Polícia Militar fazem ronda em busca dos suspeitos, mas até a manhã desta segunda-feira (16), ninguém foi preso. O caso está sendo investigado pela 8ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Teixeira de Freitas).

José Luiz Firmo Queiroz era natural de Serrinha (BA) e irmão do empresário João Firmo Queiroz, dono da Cerâmica Queiroz, localizada na BR-116. O local do sepultamento ainda não foi definido pela família.
Outras duas pessoas ficaram feridas, mas passam bem