Uma operação da Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira, 7, duas mulheres suspeitas de terem envolvimento com o tráfico de drogas. Conforme a polícia, a dona de casa Maria Lucia dos Santos Silva, de 53 anos, e a nora dela, Andreza Souza Lima, de 18 anos, foram presas dentro da casa onde moram na cidade de Barrocas.

No imóvel foram encontradas dezoito trouxinhas de maconha, cinco pinos para embalagem de cocaína, uma espingarda de fabricação caseira, três munições calibre 22 e três cartuchos calibre 36, sendo dois deflagrados e um recarregado. 

Segundo a polícia, durante a revista na residência, Maria Lucia tentou desviar a atenção dos policiais para que a droga e a arma não fossem encontradas. As duas mulheres foram levadas para a Delegacia de Serrinha e autuadas em flagrante por tráfico de drogas, associação ao tráfico e posse ilegal de arma de fogo. Ambas aguardam a decisão da Justiça.

Andreza, segundo a polícia, é companheira de um homem suspeito de integrar uma quadrilha acusada de praticar assaltos e homicídios na região. A polícia informou que o bando teria se desentendido no último fim de semana e chegou a trocar tiros no povoado de Barreira, zona rural de Barrocas. Os suspeitos já foram identificados e estão sendo procurados.

A ação do Serviço de Inteligência (SI) da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Serrinha) contou com o apoio de equipes das delegacias de Conceição Coité, Teofilândia e Barrocas e foi comandada pelos delegados Mozart Cavalcante, coordenador da 15ª Coorpin, e Hidelbrando Alves, titular da Delegacia Territorial (DT) de Serrinha.
Apreensão é resultado de operação do SI da Polícia Civil

Arma apreendida durante a operação