ft22-02-2016_100402
Entre os dias 16, 17 e 18 de fevereiro, professores, diretores, coordenadores e convidados participaram da Jornada Pedagógica 2016, que este ano trouxe como tema central “Quero mais educação: desafios, possibilidades e compromisso de todos”.

Na noite de abertura, motivação foi a palavra de ordem. De forma totalmente descontraída, a apresentação do palestrante Fábio Fernandes mostrou para as pessoas a importância e a força da expressão, da palavra em todas as esferas de vida de uma pessoa, bem como os benefícios que o pensar positivo e com entusiasmo traz para o dia a dia de cada um.

Segundo o secretário de Educação e Cultura, Gregório Luís, as palavras destacadas no tema da Jornada 2016 (desafio, possibilidade e compromisso) demonstram o espírito que guiará as atividades educativas. “Este ano vem repleto de desafios, e este desafio não é só do secretário, não é só do prefeito, não é só de uma equipe pedagógica, é um desafio que se constrói a todo o momento e é coletivo. Que todos nós tenhamos um 2016 repleto de muita felicidade e consigamos produzir bons frutos nas nossas salas de aula”, disse para a plateia. 

Para o prefeito Dr. Igor, este ano letivo exigirá um compromisso ainda maior de todos os envolvidos com a educação de Tucano, pois o país passa por um momento difícil política e economicamente, mas disse esperar que seja melhor que 2015. “É mais um início, mais uma caminhada que chegamos em 2016 tão importante para o nosso município, e com fé em Deus tudo vai dar certo”.

Presente no evento, o sentimento do vice-prefeito Ivan Junior também de foi de esperança de um ano muito positivo para a educação. “Essa Jornada Pedagógica é mais um espaço rico em avaliações e de decisões como nos outros anos que antecederam. Que possamos fazer um ano letivo muito bom. Acreditem na educação, com esperança e confiança, e bons momentos virão”.

No segundo dia da Jornada, os encontros foram enriquecedores. Temas ainda tratados como tabu e distantes da dinâmica da sala de aula foram discutidos, como a construção de um currículo antimachista, antirracista e anti-homofóbico. As discussões foram coordenadas por especialistas da área, que trataram também sobre a formação de uma base nacional comum da educação, relação entre cultura e escola, diversidade de gênero e sexismo no currículo escolar e a política de educação inclusiva.

O último dia da Jornada Pedagógica 2016 foi reservado para os participantes planejarem o ano letivo das suas unidades escolares, momento que foi acompanhado pelos coordenadores da Semec.

Fonte: ASCOM - PMT