maria baixinha - JPG
A tucanense Maria de Jesus Santos, nascida em 22/10/1976 em Caldas do Jorro-Tucano-BA, é mais um exemplo de força, superação e incentivo para outras pessoas que se sentem incapaz de alcançar algo que sonha. Depois de passar uma infância com muita dificuldade, tendo começado a trabalhar aos 7 anos, enfrentou barreiras, mas conseguiu forma-se em Direito e hoje reforça a tese que “querer é poder”.

Maria não é grande na estatura, porém tem tudo como crescer na carreira de advogada.
Maria não é grande na estatura, porém tem tudo como crescer na carreira de advogada.

Daqui pra frente o leitor vai conhecer a trajetória de vida de “Maria Baixinha”, apelido adquirido talvez por chegar a idade adulta medindo aproximadamente 1,50 m, mas ela mostrou que não precisou de ter estatura tão elevada para chegar onde chegou e certamente pretende ser considerada se não uma advogada grande, basta o reconhecimento de uma grande advogada.Este ano conseguiu aprovação no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

Aos sete anos de idade, já com disposição para encarar a vida, ela partiu para o município de Serrinha, morava com um casal e mesmo assim catava vasos de margarina para vender com a finalidade de ajudar nas despesas da casa, já que sua família era extremamente pobre chegando a passar necessidades. A partir daquele período trabalhou como doméstica e faxineira em casas de famílias, função em que passou por vários momentos de humilhação e exploração por parte de seus patroes.

No ano de 1995 quando tinha 19 anos, casou-se com o pai de seus dois filhos, Brener Jesus Santos, 19 anos, e Juracy Correia Santos Filho de 15, com quem conviveu 7 anos, depois separou-se passando a criar seus dois filhos sozinha. Continuou a trabalhar em casa de família para sobreviver e sustentar seus filhos; em 1999 concluiu o 2º grau em Magistério, 2000 começou a ensinar na escola Madre Paulina em Caldas do Jorro, momento em que também começou a fazer parte do Partido dos Trabalhadores no qual se filiou. Em 2001 se elegeu com 1.066 votos a conselheira Tutelar em Caldas do Jorro; 2004 tentou a reeleição para o Conselho Tutelar, mas não conseguiu, ficando na primeira suplência, mas assumiu por alguns meses durante as férias dos titulares. Ainda em 2004 conheceu o deputado federal Luiz Bassuma do PT, com quem trabalhou como secretária Parlamentar e concomitantemente passou a fazer parte do Movimento Social Pastoral Rural para quem trabalhou em vários projetos através do coordenador Romário Matos; 2006 com a vitória da deputada estadual Fátima Nunes do PT, deixou a Assessoria do Deputado Luiz Bassuma e passou assessorar Fátima.

No período que estava trabalhando com Fátima Nunes ainda cursava o ensino médio e como tinha o sonho de fazer o curso de Direito, em 2008 contando com ajuda financeira de amigos, fez o vestibular na Faculdade Ages e conseguiu aprovação. Saiu mais uma vez pedindo ajuda aos amigos mais próximos e de sua confiança para se matricular, e após mais essa conquista, pediu ajuda a deputada Fátima Nunes quem conseguiu uma bolsa de 50% e contratou pelo FIES os outros 50% para pagar a faculdade.

Nesse percurso participou de vários cursos e capacitação além de exercer voluntariamente o cargo de agente de Proteção a Criança e ao Adolescente no município de Tucano, bem como entre 2009 a 2012 assumiu a Presidência do Partido dos Trabalhadores – PT no mesmo município; em 2013 concluiu o Curso de Direito.

Para aumentar sua felicidade, em 2015 seu filho Brener fez o vestibular da Universidade Católica também para Direito e foi aprovado, atualmente esta no 2º semestre contando com ajuda do FIES, enquanto seu outro filho Juracy, está cursando o 2ª ano do ensino médio e já esta decidindo que seu objetivo também é curso superior.