Sacos de dinheiro recuperado do assalto a uma empresa de valores durante a madrugada em Santos (SP). A PM recuperou R$ 8,9 milhões, achados dentro de carros abandonados. A empresa não divulgou o valor total roubado. A polícia segue em busca dos suspeitos (Foto: Marcelo Gonçalves/Sigmapress/Estadão Conteúdo)
Um policial militar reformado foi preso em flagrante após tentar roubar um malote da empresa de valores assaltada nesta segunda-feira (4) em Santos, no litoral de São Paulo.

O assalto ocorreu por volta das 4h, quando suspeitos armados invadiram a empresa. A Polícia Militar foi acionada e, em poucos minutos, chegou ao local. Policiais e criminosos trocaram tiros e houve perseguição. Três pessoas morreram e duas estão feridas.

Segundo informações da Polícia Militar, o suspeito, de 55 anos, passava próximo à entrada da cidade quando avistou o malote. Após pegar o objeto, ele foi abordado e preso por um dos policiais militares que atuavam no local.

O PM aposentado foi encaminhado à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) do município, pagou fiança de R$ 1 mil e foi liberado para responder o crime de tentativa de furto em liberdade. Segundo informações apuradas pelo G1, o malote tinha aproximadamente R$ 100 mil.
Carro ficou com vidro destruído após tiroteio (Foto: G1)

Suspeitos
A Polícia Civil descartou uma possível ligação das três pessoas detidas em Mogi das Cruzes (SP) com o assalto a uma empresa de valores em Santos.

Após a ação, um carro suspeito de participação no assalto foi flagrado em Mogi das Cruzes. Durante a abordagem ao veículo, os policiais encontraram diversas cápsulas de fuzil no carro, além de constatarem que o motorista estava com um ferimento.

O motorista e os passageiros foram trazidos para Santos e foram ouvidos na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) do município, responsável pela apuração do assalto.
Polícia recupera quase R$ 9 milhões roubados durante assalto em Santos (Foto: Nina Barbosa/TV Tribuna)
No entanto, após colher o depoimento do trio, a polícia descartou um possível envolvimento deles com o assalto. Os suspeitos foram liberados para voltar para Mogi, sob a custódia da polícia.

Encontrados

Após o assalto, a polícia encontrou parte do dinheiro roubado em carros abandonados pela quadrilha.
No total, R$ 8,9 milhões foram encontrados dentro de carros abandonados na Rodovia Anchieta. A empresa não divulgou o valor total roubado pelos assaltantes.

Vídeos
Moradores de três bairros de Santos registraram imagens do tiroteio. No vídeo, é possível ouvir os tiros do confronto entre criminosos e policiais durante a madrugada desta segunda-feira. De acordo com a polícia, os bandidos utilizavam metralhadoras e fuzis durante o assalto. (veja vídeo abaixo)
O grupo de criminosos foi perseguido. Os policiais realizaram um cerco na Praça dos Andradas, em Santos, na Vila dos Pescadores e em um viaduto na via Anchieta, em Cubatão. Os suspeitos estavam em quatro veículos e passaram pelos bloqueios feitos pela Polícia Militar.

O grupo utilizou como rota de fuga a via Anchieta. A Polícia Militar Rodoviária realizou um bloqueio e mais dois policiais foram feridos. De acordo com a Polícia Militar, os criminosos fugiram em direção a São Bernardo do Campo.

Por conta da fuga dos criminosos, a pista de subida da via Anchieta precisou ser bloqueada durante duas horas para a retirada de veículos abandonados pelos suspeitos. A Ecovias informou que a pista foi liberada por volta das 8h.

Em Suzano e Mogi das Cruzes, os policiais registraram roubos de carros que podem estar relacionados ao caso. Veículos abandonados tinham manchas de sangue.

Empresa

A Prosegur confirmou que houve um assalto na madrugada desta segunda na sua base em Santos. A companhia informa que nenhum de seus funcionários foi ferido e que está à disposição das autoridades e colaborando para o andamento das investigações. A empresa afirma que grande parte do dinheiro foi recuperado.
Policiais trocaram tiros com suspeitos de assaltar empresa em Santos (Foto: Tamy Cabral/Arquivo Pessoal)
Policiais trocaram tiros com suspeitos de assaltar empresa em Santos (Foto: Tamy Cabral/Arquivo Pessoal)

Caminhão foi incendiado durante o crime (Foto: G1)
Caminhão foi incendiado durante o crime (Foto: G1)