NOTA DE ESCLARECIMENTO - Igor Moreira Nunes

Igor Moreira Nunes, ex-prefeito de Tucano, vem a público esclarecer alguns detalhes sobre o pagamento da folha dos servidores públicos municipais do mês de dezembro de 2016. 

Inicialmente, queremos relembrar que ao assumir a gestão em 2013, pagamos o décimo terceiro salário do ano de 2012 e a folha de dezembro de 2012, atitude tomada sem nenhuma espécie de acordo entre os gestores da época. Naquela ocasião, assumimos a prefeitura com pouco mais de R$ 8.000,00 nas contas.   

Num segundo momento, gostaríamos de reafirmar que realizamos o pagamento do décimo terceiro salário do ano de 2016 a todos os servidores. 
Com relação ao pagamento da folha de dezembro, esclarecemos o seguinte: planejamos pagar a folha com o recurso extra da repatriação. Infelizmente, como foi feriado bancário no dia 30-12-2016, houve uma previsão de horário diferenciada para realizar TED (somente foi permitido até às 11:00 horas – horário de Brasília). Ocorre que o valor da repatriação ficou disponível na conta da prefeitura do Banco do Brasil apenas 31-12-2016, não sendo possível realizar TED para o Bradesco (banco responsável pelo processamento da folha). Comunicamos este fato mediante ofício ao SINDSMUT.

Considerando que houve um acordo judicial, que foi homologado pelo Juiz de Direito Dr. Paulo Ramalho Pessoa de Andrade Campos Neto entre os gestores - atual e anterior - em uma ação movida pelo SINDSMUT, estipulando que o pagamento dos servidores poderia ser feito até o dia 10 do mês seguinte, entendemos que o pagamento deveria ter sido feito pelo atual prefeito 10/01/2017. 

Comunicamos a todos que entregamos a Prefeitura com a cifra de R$ 5.602.584,67 somando todas as contas, recurso mais que suficiente para pagar a folha de dezembro.  

Ontem, tomamos conhecimento que o atual prefeito não iria pagar a folha, pois não tinha a mesma sido impressa... Ora, se ele realmente quisesse pagar a folha, bastava acessar o sistema do RH que estava funcionando perfeitamente. 
    
Na esperança de resolver o impasse, imprimimos a folha e tentamos entregar na Prefeitura, porém ninguém recebeu o documento. Tivemos que enviar pelo correio.  

O atual prefeito alegou em entrevista de rádio que documentos foram retirados da prefeitura. Não retiramos sequer equipamentos da Prefeitura, tudo foi entregue como a lei manda. Esclarecemos que o nosso prazo para entregar a documentação final de transição é 31-01-2017.   

Aproveitamos o momento para informar ainda que a dívida do INSS foi parcelada no dia 29 de dezembro de 2016 e que não existem dívidas relacionadas a Empréstimos Consignados.  

É válido salientar que estamos vivendo um momento difícil na economia nacional, graças a Deus e ao empenho da nossa equipe administrativa, conseguimos terminar o mandato com muita honra, passando o município para o outro gestor, com diversas obras, novos equipamentos, serviços públicos contínuos, dinheiro em caixa, dívidas parceladas, enfim, muito mais organizado do que encontramos.

Finalizamos ratificando aos servidores que existe dinheiro em caixa e foi feito um acordo judicial assinado por todos os envolvidos (SINDSMUT, gestores e procuradores), homologado pelo Juiz de Direito Dr. Paulo Ramalho Pessoa de Andrade Campos Neto. 

Estamos à disposição para esclarecimentos complementares.   

Atenciosamente,
Igor Moreira Nunes