Um motorista que sobreviveu a um acidente de carro que deixou quatro mortos, na tarde deste domingo (21), no norte da Bahia, foi executado dentro da ambulância que prestava socorro a ele. O acidente e o crime ocorreram na BR-407, entre as cidades de Filadélfia e Ponto Novo, segundo informações da Polícia Civil da cidade.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), dois carros, um deles com dois e outro com quatro ocupantes, bateram de frente após uma ultrapassagem. Três passageiros de um dos carros morreram e uma criança ficou ferida. Conforme a Polícia Civil, o menor foi socorrido para um hospital em Senhor do Bonfim.

No outro veículo, o passageiro morreu no local do acidente e o motorista, Reinaldo de Amorim dos Santos, 33 anos, chegou a ser socorrido com vida, mas acabou morto a tiros na ambulância que prestava o socorro. Segundo a PRF, uma perícia deve determinar as causas da colisão.

De acordo com o delegado Felipe Néri, responsável pela Coordenadoria de Polícia Civil de Senhor do Bonfim, o executado estava em um carro que bateu em outro veículo, onde estava uma família de ciganos.

"Quando a ambulância que estava socorrendo ele ia se aproximando da cidade de Ponto Novo, familiares dos ciganos mortos no acidente entraram na ambulância e dispararam contra o homem", disse o delegado.

Conforme Felipe, testemunhas apontaram familiares dos ciganos como autores do crime. A Polícia Civil apura a situação, mas ninguém foi preso. Os corpos foram encaminhadas para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Senhor do Bonfim.