Uma jovem, identificada como Patrícia Silva, de 24 anos, tirou a própria vida depois de descobrir a traição do namorado. O caso aconteceu no município de Novo Repartimento, no bairro Parque Via Tucurí, no Pará. A mulher teria descoberto que seu companheiro a estaria traindo com sua melhor amiga e não soube lidar com a situação. Separada, ela tinha um filho pequeno que mora com o pai.

De acordo com testemunhas ela chegou a conversar com o homem que assumiu a relação extraconjugal, e queria se separar da mesma. A família descobriu que as motivações para o suicídio seriam esses ao ler uma carta deixada por ela, que estava ao lado do corpo. A jovem foi encontrada vestindo roupas de pijama e com uma corda amarrada no pescoço. Quando os parentes chegaram, somente algumas horas depois, a menina já não tinha sinais de vida. No texto emocionado ela pede desculpas aos familiares, mas disse que não suportava o fato de que o namorado a havia traído com quem considerava ser sua melhor amiga.

Ela disse ainda que não estava suportando a ideia de viver sem ele, e que por isso começou a apresentar uma tristeza profunda. Não se sabe se a mulher sofria de depressão, e nem se já vinha passando por algum transtorno psiquiátrico. Fato é que o baque da separação fez com que ela tomasse a decisão desesperada e morresse tão jovem.

Nem o namorado, nem a suposta melhor amiga se manifestaram sobre o caso, mas os familiares pedem por justiça. Assim que o corpo foi encontrado a polícia militar foi chamada, e uma equipe de peritos acionada para poder remover o cadáver da jovem. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal onde passará por serviço de necropsia, para confirmar que realmente se tratou de um suicídio.

Os familiares disseram que ela era uma pessoa alegre, e que não conseguem imaginar que a separação tenha sido a motivação final para ela tomar a decisão irremediável. A mulher acresceu a lista de suicídios no país, que não é pequena. Todos os anos, inúmeras pessoas decidem por tirar a própria vida, e na maioria dos casos, as motivações vêem acompanhadas por um quadro de depressão grave. Por isso é preciso discutir o assunto, e tirá-lo do lugar de tabu onde a sociedade acaba colocando. 

Falar sobre depressão e ajudar quem passa por um quadro desse, pode prevenir que a pessoa chegue à decisão extrema de tirar a própria vida. Muitas vezes os pacientes precisam de perceber que existe uma luz no fim do túnel, e que será possível sair do momento de tristeza em que se encontram. 

(News365)