O prefeito de Tucano, Luiz Sérgio (PSD), acaba de perder dois vereadores da sua base. Marcos do Raio X (PTB) e Nadinho (PR) oficializaram nesta quarta-feira (21) em entrevista em uma rádio da cidade a saída da bancada de apoio ao gestor.
Durante a entrevista, os vereadores fizeram várias denúncias e expuseram uma crise muito maior do que a que se tem conhecimento no município. “O governo não tem compromisso com a população”, afirmou Marcos.
 Confira abaixo os principais pontos abordados na entrevista e partes das falas dos vereadores.
 MARCOS DO RAIO X
Denunciou vários casos de negligência e descaso com a saúde, a exemplo da tentativa de reduzir número de funcionários que atende no hospital municipal.
Gestão autoritária x população abandonada
“No primeiro trimestre, nós fizemos um relatório e mostramos para o prefeito que o município estava deixando de arrecadar R$330 mil aproximadamente por mês por conta da não implantação dos programas como Brasil Sorridente. É uma vergonha o nosso município não ter um odontólogo, um dentista para fazer um atendimento para a população carente como a nossa”.
Saúde em estado de emergência
“Nós temos em Tucano uma van e dois carros pequenos, a depender da vontade do prefeito. Euclides da Cunha tem para transportar os pacientes para Salvador ou Feira de Santana um micro-ônibus, duas vans e seis carros pequenos, fora os extras, então por que Tucano com uma população aproximadamente a mesma, com arrecadação da saúde proximamente a mesma, nós não temos condições de transportar nossos pacientes?”
Descaso com serviços sociais importantes
“Nós temos um ano que não é emitida uma carteira de identidade no nosso município. É uma vergonha”.
O governo não tem clareza no que está sendo feito
“Por conta dessas coisas é que o mandato do vereador Marcos do Raio X  e do vereador Nadinho estão tomando esse rumo. Porque não tem clareza no que está sendo feito. E tentamos. Nós tentamos por inúmeras vezes. Foi um ano tentando com a gestão fazer um trabalho pela população de Tucano, um trabalho de esclarecimento, e até então não vimos”.
Tucano está estagnado. O comércio está parado.
“A nossa ambição, a nossa vontade é ver Tucano andar e não ficar estagnado do jeito que está. O comércio de Tucano está parado. Eu vou em Araci, vou em Ribeira do Pombal, como eu gosto de citar, e eu vejo a cidade movimentada o dia todo. Tucano a partir das 13h está deserta”.
Educação Tucanense deixa de ser vista como referência
“Nosso maior referencial na região sempre foi a educação, e hoje nós estamos com tudo isso comprometido. Nós tínhamos as melhores escolas públicas , nós chegamos a ter o melhor colégio estadual público do Estado da Bahia, e hoje nós estamos vendo como é que está sendo tratada a educação”.
Relação suspeita entre gestão municipal e câmara de vereadores
“Uma câmara de vereadores que não é respeitada. Por que que não é respeitada? Porque é como o Nadinho colocou, alguns vereadores não se dão o respeito, é essa a questão. Vamos nos dar o respeito, vamos mostrar que o povo nos elegeu para trabalhar em defesa do povo, em defesa da população de Tucano, e não em defesa de coisas particulares, pessoais”.
NADINHO
Obra em Tucano só se for pelas mãos do prefeito ou de quem ele determinar
Disse que conseguiu a liberação para implantar uma Retran (Regional de Trânsito) em Tucano, e que o prefeito nunca atendeu uma ligação do deputado estadual Alex Lima para tratar da implantação do órgão na cidade. “Nadinho, e o prefeito? Ligo pra ele e ele não atende”. Eu disse: “Deputado, está bem claro, ele não quer uma obra feita pelo Nadinho, ele quer que venha pela mão dele mesmo, como ele faz com o secretariado. Nenhum tem autonomia”.
“A educação está uma merda”
 “Me corta o coração quando o povo diz assim: ‘Tucano voltou a sorrir’. Tucano está chorando lágrimas de sangue. Tenho pena dessas donas de casa que estão aí vendo seus filhos sem poder educar. A educação está uma merda”.
O povo de Tucano já se arrependeu
 “O povo de Tucano é um povo carente, é um povo acolhedor, acolheu esse cidadão. Eu fui um que acolhi, mas me arrependi. Arrependimento é assim, chega pelo sofrimento que a gente passa”.
Resenha Local